03 maio 2007

Carpaccio à Curiosa


Já perceberam que gosto de carnes cruas, verdade?

O meu Carpaccio é já uma referência nos manjares com que vou deliciando os meus amigos (que modesta, hein???!!!). Como já não o fazia há uns tempos por as refeições feitas na Bimby se tornarem mais apelativas no Inverno, este fim de semana e a pedido de todos, lá os consegui presentear com aquele prato sempre chato de fazer em casa e muito caro de comer nos restaurantes.

O nome “Carpaccio” vem do pintor Vittore Carpaccio mas tudo começou num restaurante em Veneza denominado “Harry’s Bar”, com gerência de Giuseppe Cipriani.
Restaurante elitista, frequentado por famosos como Hemingway, Somerset Maugham, Orson Welles, Onassis, Callas ou Chaplin.
Entre outros manjares e drinks o que lhe deu mais prestígio foi aquele prato feito com lâminas finíssimas de carne crua acompanhadas de molho à base de mostarda. Aconteceu em 1950 quando a condessa Amália Moncenigo pediu ao seu amigo Giuseppe que lhe preparasse um prato rico em ferro, feito com carne crua porque o seu médico exigia e tentava curá-la duma grave anemia. E assim foi, Giuseppe resolveu presenteá-la dum prato de carne crua mas não bruta. Preferiu a leveza dumas fatias que foram alcunhadas de ‘Carpaccio’ por decorrer nessa altura em Veneza, uma exposição do pintor italiano renascentista, Vittore Carpaccio. Pintor esse que nos seus quadros, usava cores muito luminosas e quentes como o vermelho que lembra a carne crua.

Agora ficam a saber. Quem goste de ‘Carpaccio’ e vá a Veneza, já sabe onde se dirigir. O restaurante agora com gerência do filho de Giuseppe ainda serve o ‘Carpaccio’ original que seu pai inventou.
Pelo que sei vale a pena. É dinheiro bem empregue!
O restaurante ainda mantém o mesmo nome.

Sendo assim e para não vos deixar água na boca, aqui vai a receita do ‘Carpaccio’ adaptado a meu gosto e dos que me têm acompanhado desde o dia que comprei uma fiambreira, já faz 7 anos. Depois da Bimby é o electrodoméstico que mais tenho amortizado na cozinha.

Ingredientes:
- 150 a 200 gr. lombo de vaca por pessoa.
- Rúcula selvagem de folha pequena.
- Queijo parmesão ralado na hora.
- Vinagre balsâmico.
- Azeite (de primeiríssima).
- Flor de sal e pimenta moída na hora.

Confecção:
Congelar a carne no dia anterior dentro dum saco plástico.

Cortar 1/2 hora antes de servir, em fatias quase transparentes com a ajuda da fiambreira eléctrica. Dispor as fatias de carne sobre um prato grande raso.

Temperar com vinagre balsâmico ou sumo de limão para cozer levemente a carne, seguido de um fio de azeite em toda a carne.

Decorar com algumas folhas de rúcula selvagem e lâminas de queijo parmesão.

Temperar com a flor de sal e a pimenta moída no momento.
(Se não tiverem flor de sal, é preferível o sal fino ao sal grosso de cozinha, que além de ser de péssimo gosto, 90% dele são químicos).

Há quem prefira o Carpaccio sem a rúcula e com umas alcaparras.

É servido como entrada, acompanhado dumas tostinhas de pão integral ou pão 'Focaccio'.

Bon Appétit !!!





















.
.

8 comentários:

Mulheka disse...

Epá... eu sou muito esquesita nesse campo!!!

alfabeta disse...

Para mim é bem passdo por favor, não gosto de carne crua.beijos

migvic disse...

Outro dia lembrei-me de ti por causa de uma reportagem no telejornal sobre culinária em hoteis de luxo.

Muitos deles têm a bimby. Finalmente pode ver como é a tal maquina diabólica que faz a comida sózinha.

Para mim,o resto, muito mal passado., sff.

O Chaparro disse...

passei p desejar bom resto de semana e abalei com fome

xá-das-5 disse...

Pois deixaste-me com água na boca. E eu que adoro...
Pelo menos, e não muito caro, lá me vou deliciando ao pé da Av. de Roma, para não fazer publicidade.

Obrigado pela receita e modus operandi. O problema é que não tenho fiambreira ou a tal de bimbi...

pinky disse...

não consigo gostar de carpaccio, já exprimentei de todas as maneiras e feitio e nada!
pelo menos o de carne, pk o de peixe e de vegetais gosto.
podem dar-me salmão fumado, caviar, sushi e tudo o mais o q houver de exótico, mas carne crua não é comigo.
tu não me digas q tb gostas de bife tártaro?!

Me Hate disse...

Comprovado!
Fica muito bom!!!!

xá-das-5 disse...

Mas há alguma coisa melhor que um bom bife tártaro???