25 fevereiro 2009

Esta é a razão da minha dor...


"O valor das coisas não está no tempo que elas duram, 
mas na intensidade com que acontecem. 
Por isso, existem momentos inesquecíveis, 
coisas inexplicáveis 
e pessoas incomparáveis."

(Fernando Pessoa)




24 fevereiro 2009

17 fevereiro 2009

14 fevereiro 2009


Está nas mãos dele, o sonho que há muito quer realizar e nós queremos ver realizado. O Tuga está carente de revistas boas e bonitas nas bancas e só uma, já nos consolava! Queremos uma K deste século, algo da Vanity Fair à Portuguesa com os devidos descontos, um pedaço de Interview XL dos anos 70, com cheirinho a papel de jornal, muito de Time, pouco de Time Out, nada de Focus, uma piscadela de World of Interiors, um gosto de Preguiça com cheirinho a  Jamie Oliver e também que nos diga onde estão os melhores Chiringuitos. Queremos um bocadinho de cada uma e chame-lhe o que quiser. Já não nos interessa o nome. Seja Kátia Vanessa ou Sónia Elizabete qualquer nome cairá nas nossas graças. Olhe, chame-lhe Possidónio ou qualquer coisinha, mas chame rápido e ponha nas bancas depressa, depressinha!



A minha vontade de fazer sushi em casa começou pela pesquisa de vídeos como este e na compra dum ou de outro livro. O mini-robot vem a caminho, os pauzinhos, tacinhas, pratinhos, mantêm-se estacionados nos armários e vêm-se desejados pela estreia, há que anos. Não satisfeita, ontem dei por mim a encomendar facas de porcelana do mais alto calibre. Arroz japonês, vinagre, wasabi e gengibre já criaram caruncho não importa que há um super aqui ao lado. Hoje só me falta o raio do peixe que o pescador prometido tarda em trazer. Está sol, tempo primaveril e mar calmo. Esperamos? 
Amanhã encontram-me a sakêssacar talvez à beira-mar...


12 fevereiro 2009



Sentir saudade é sentir presente alguém que está ausente?


Parabéns Mummy, hoje continua a ser dia de festa cá em casa. Só nos falta a voz, as gargalhadas, o olhar, a alegria, os beijos, o carinho, as histórias sábias, o amor...


11 fevereiro 2009



não preciso de nada,

observar é um prazer




raramente necessito,

mas comprar é uma viciação



e chego à conclusão,

que nada é preciso!


10 fevereiro 2009



Sonhava com ela todos os dias, procurava-a insistentemente no Google, rezava aos santinhos para ser como ela, desejava uma casa nova cheia de gavetas, armários, estantes e com o máximo de aproveitamento do meu espaço. Queria um anjo caído do céu que me salvasse do stress. Algo que me tratasse da desordem. Alguém que tornasse a minha vida mais fácil. Hoje finalmente encontrei-a e estou aliviada só por saber que existe e é pagável. Vou ter T.P.C.'s por muitas semanas!!!


07 fevereiro 2009

Manias




Com a mania das arrumações e de guardar tudo o que seja proveniente da pasta de papel fico com vontade de dar uma 'volta' a esta casa. 
Vejo revistas e revistas, as que compro e não compro, vou ao Ikea, visito os armazéns Becara em Madrid e não encontro solução para guardar as centenas de revistas que colecciono desde 'teenager'. 
Começando na 100's Idées dos meus tempos do 'Patchwork' e merdices, para fazer uns trocos que a vida nessa altura não era tão facilitada como a dos putos de hoje, à Premiére francesa de há 30 anos, a Interview quando era King Size, as Elle Decóration desde o 1º número, a World of Interiors sempre que havia dinheiro para a comprar, a Coté Sud que assinava e ainda compro, tenho de tudo. Tudinho mesmo. 
Nos tempos de vacas carregadas de leite, não me escapava nada. Nem as K que ainda guardo e já não sei onde param. Deve ser doença. Sou uma 'revistómaníaca', portanto. 
Vou-me deliciando com uns blogues que encontro, específicos para o meu problema. Como não devo ser a única maníaca na blogosfera partilho um que gosto especialmente. São dezenas e dezenas de estantes ao nosso dispor



Andrew Wyeth
1912-2009





Site aqui
Andrew Wyeth's Bed, 1965 de Alfred Eisenstaedt